BLOG

Aqui você encontra dicas, notícias e muito mais.

Controlando pragas e cuidando do meio ambiente

sexta, 13 de outubro de 2017

Antes vamos entender alguns conceitos básicos:

O que são pragas urbanas?

  • Defini-se como toda espécie que, de alguma forma, traz algum tipo de prejuízo ao homem seja de ordem econômica, social e de saúde.
  • Muitas espécies dependendo do ambiente podem ou não ser classificadas como pragas.

A necessidade de se preservar o meio ambiente, combater o fenômeno da resistência química e proteger o homem das ações tóxicas dos pesticidas fez com que se desenvolvesse técnicas mais limpas e mais seguras. 

Para se ter sucesso em um programa de controle  de pragas é preciso entender que tudo ligado  ao meio ambiente é regido por um harmônico  sistema de equilíbrio.

Tendo como pilares primordiais : Perícia e Ciência.

Perícia. Habilidade e destreza nas operações.

Ciência.Conhecimento da biologia das  pragas, dos produtos, equipamentos e tudo que diz respeito ao desenvolvimento tecnológico.

O que significa Manejo Integrado?

É um conceito que trata o controle de pragas sob uma ótica ampla do ambiente.

Prioriza medidas preventivas sob um conjunto de estratégias utilizadas de maneira integrada no intuito de tornar o ambiente menos susceptível a ação de pragas, não precisando para isso fazer uso de grandes quantidades de inseticidas químicos.

O Manejo Integrado de Pragas Urbanas envolve programas de controle que são trabalhados de maneira intrínseca.

Programa de controle ambiental: Está voltado para práticas preventivas, visam modificar o ambiente de maneira a não os tornar tão propício a pragas, atua eliminando possíveis abrigos as pragas e outras condições que possam beneficiar a estas.

Programa de controle sanitário: É a adoção de medidas de limpeza e higiene de modo a eliminar o máximo possível a oferta de alimentos as pragas.

São adotadas medidas de higiene pessoal e do ambiente, técnicas adequadas de  armazenamento de alimentos, descarte adequado do lixo e  monitoramento  da entrada e saída de mercadorias.

Programa de controle físico: Adota medidas impeditivas que distanciem o máximo as pragas dos ambientes.

São artifícios adotados para que impeçam as pragas de invadirem depósitos de alimentos, áreas de manipulação, e distribuição de alimentos e até locais onde há a presença de pessoas como os domicílios e locais de trabalho.

Programa de controle cultural: Utiliza ações educativas no intuito de conscientizar e induzir mudanças de hábito e comportamento individual e coletivo no que se refere à prevenção contra as pragas.

Programa de controle biológico: É um tipo de programa que utiliza predadores naturais no controle populacional das pragas alvo. Usa-se também bactérias ou outros agentes patogênicos que interfiram nas fases de desenvolvimento (larval) das pragas.

Programa de controle químico: Utilização racional e criteriosa de biocidas, no combate a pragas. São importantes nesta etapa: o tipo de ambiente, a praga a ser combatida e o nível de infestação. Através dos pontos acima selecionamos a melhor técnica e o melhor produto a ser empregado no controle.

 Todo o conjuntoDeve sempre estar acompanhado de procedimentos de inspeção e monitoramento.

Comente e participe:


Impermeabilização de reservatório de água

quarta, 04 de outubro de 2017

IMPERMEABILIZAÇÃO

Impermeabilizar é o ato de isolar e proteger os materiais de uma edificação da passagem indesejável de líquidos e vapores, mantendo assim as condições de desempenho, habitabilidade e durabilidade de uma construção. A condição de impermeabilizar está associada a uma pressão limite, convencionada em ensaio específico (NBR 9575/03).

            A técnica de impermeabilizar, chamada de impermeabilização, tem como produto resultante, um conjunto de componentes e elementos construtivos (serviços) que objetivam proteger as construções contra a ação de fluidos (vapores e umidade).

            Geralmente a impermeabilização é composta de um conjunto de camadas, com funções específicas, as quais devem ser adequadamente dimensionadas e planejadas de forma a garantir a eficiência desejada com o melhor custo-benefício.

            A infiltração de água nas superfícies e estruturas pode afetar e até mesmo comprometer o concreto, armadura, alvenaria, revestimento e pintura, deixando o ambiente insalubre devido alta umidade e proliferação de fungos e mofo.

Comente e participe:


Mosquito; Todo cuidado é pouco

quarta, 04 de outubro de 2017

MOSQUITOS

Mais um verão que se aproxima e com ele a volta de um velho inimigo público. O Aedes aegypti

Ele tem olhos e glândulas salivares especiais para detectar humanos e uma picada imperceptível – ou seja, é um agente de infecção perfeito.Tanto que o Aedes aegypti transmite febre amarela, dengue, zika e chikungunya (e pode carregar os vírus das três últimas e contagiar uma pessoa com todos ao mesmo tempo). Ele vive 30 dias quando adulto, o suficiente para contagiar cerca de 300 pessoas. Apenas a fêmea pica, pois precisa do sangue para nutrir os ovos – o macho se alimenta da seiva de frutas. Os ovos aguentam até 400 dias sem contato com água e as larvas demoram apenas uma semana para atingirem a fase adulta, estando, então, aptas a sair picando gente por aí.

Na hora do ataque, o Aedes injeta na vítima sua saliva, a qual contém substâncias anticoagulantes (para manter o fluxo constante de sangue) e anestésicas (para bloquear momentaneamente a sensação de dor). Por isso só sentimos a picada bem depois

OVOS

Aedes aegypti bota os ovos nas paredes dos criadouros (qualquer reservatório com água parada e limpa). Eles são colocados bem próximos à lâmina d’água e aguardam a próxima chuva para eclodirem. Têm 1 mm de comprimento

 

 

Comente e participe:


DIGITE SEU E-MAIL E RECEBA NOVIDADES!
OK